28 de nov de 2011

_

Que a eternidade não exista para mim como lembrança falha ou uma multidão esclarecida, mas que ela seja passageira e não me diferencie de ninguém Que em total nada seja de mais em mim, porque sei que explodiria de estupidez. Que a história retome sua evolução, já que a humanidade foi tomada por uma falsa era. E que no final nós possamos sorrir sem medo para única certeza, aceitar e uma questão independente e consciente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário