8 de out de 2010

Mais um adeus..

Querido Jon,

Tenho tanto a te agradecer caro amigo e queria ficar ao seu lado, mas sinto que já é hora de ir. Peço perdão por não ser forte o suficiente pra te acompanhar. Não quero que chore, quero que fique bem e feliz, se lembre sempre disso. Todas as vezes que um sopro gelado tocar sua bochecha de leve, será um beijo que lhe envio, sempre que o calor consumir seus braços é um abraço que estou te enviando, e quando sentir vontade de rir atoa me veja lá, mas não apenas em momentos bons, pois a cada lagrima que escorrer eu vou secá-las, e a cada grito de dor eu irei gritar contigo. Amigo, irmão, não sei bem como defini-lo meu caro, sei apenas que sempre será eterno em minha essência. Obrigada por tudo que sempre faz por mim e te peço nunca abandone a Claire ela precisa muito de você, mas do que eu sempre precisei.

O bilhete fora encontrado dentro de uma caixa que ela abraçava com seus braços mórbidos, sentada em sua mesa de estudos ela estava acompanhada de um copo com algo dissolvido que dera a cor verde à água. Uma tarde fria e com chuva, um garoto moreno e uma garota ruiva se abraçavam ao lado de uma sepultura, ali estavam seus dois melhores amigos, chorando de forma muda e dolorosa, por alguém que eternamente fará falta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário