11 de abr de 2010

10 anos depois.

Lá está ela, 10 anos depois, o cabelo não está mais comprido e solto com pontas azuis e um boné aba reta virado para traz, agora tem corte chanel, não usa mais all star com uma calça jeans surrada e um blusão colorido, no lugar vem um terninho moderno e um scrapin. No lugar do rosto inocente de menina vem um rosto de mulher decidida. Ela não se preocupa mais com o ralado no joelho por andar de skate, agora ela se preocupa com o sobe e desce da bolsa de valores. Ela fez essa escolha muito tempo atraz, quando abandonou sua vida "estupida" por uma vida empresarial.
Embora esteja tão diferente, ela olha para o mesmo horizonte, em busca da mesma pessoa, agora não procura um menino de olhos negros reluzentes e estilo muleque, ela procura por um homem de terno que seus olhos reflitam altoridade e não imaturidade. Enquanto olha anciosa para o relógio, um homem com olhos tristes e amargurados de um tom preto parecido ao do garoto de 10 anos atraz, se senta ao seu lado, ele olha pra ela e começa a chorar, ele está mal vestido tem um terno todo aberto e mal arrumado, cabelo bagunçado, barba por fazer, parece alguem que há semanas não toma banho e vive na rua, ele perdeu tudo que tinha.
Ela olha bem no rosto dele e o reconhece, é ele o seu Matheus, o homem que a faz sonhar todos os dias, mas não é como ela sempre o imaginou em que ele chega bem vestido para levar ela em seu belo carro e faze-la esquecer dos compromissos, que agora vai assumir as responsabilidades. Na verdade é ele quem precisa de ajuda, é ele quem está acabado e mal, que precisa de alguem para guia-lo. Por um minuto ela olha em volta, se pergunta se vale apena, deixar tudo de lado, ela não tem tempo para decidir sua vida é o tudo ou nada, o relogio continua andando e ela precisa ir agora, ela levanta e o homem tem certeza que é para um adeus quando ela o abraça e chora junto com ele. Não importa que tenha de ser ela que vá ter de levanta-lo, não importa que quem precisa de ajuda é ele, e que ele não seja o que ela queria que ele fosse, ele era simplesmente ele. Ela ficou por ele, ela sempre desistiu de todos pela carreira e pelo dinheiro, mas ele nunca pensou em uma coisa, ela nunca desistiu dele, porque ela sempre o amou.

Um comentário:

  1. ahhh que lindooooooo, eu me identifiquei com a garota no começo *-* perfeito mesmo amiga <3

    ResponderExcluir