28 de set de 2010

Mensagem enviada

Seus dedos ágeis, rapidamente teclaram a mensagem, o numero foi inserido e o enviar fora pressionado com força. O celular foi jogado pro lado e caiu no assoalho do banco do passageiro com violência. Ela aumentou o som "Sweet Child O'Mine", na estrada podia se ver um Chevy Impala 1967 preto em alta velocidade, a garota que o dirigia não prestava atenção em nada, queria apenas sentir sua liberdade, com o cigarro aceso ela tragou, a fumassa que ela assoprou em direção ao seu acompanhante inesistente saiu com facilidade, isso a deixara mais calma agora, ela não queria voltar e não iria fazer meia volta, ela não fazia promessas mais, ela não viveria de juras nunca mais. Na tela do celular sem atenção então apareceu "Mensagem enviada", agora não haveria volta



Ele estava sentado admirando a beleza do verde a sua volta, sentado sobre uma toalha de piquenique enquanto sua namorada ao longe ria e brincava com seu cachorro, tudo estava perfeito, até que um bipe o despertou. O numero o fez desesperar, suas batidas se tornaram urgentes e com falhas, ao ler o que estava escrito uma unica lagrima escorreu do olho esquerdo sem provocar dor. Ele sabia que isso seria assim, somente adiou o maximo que pode. Na tela fica a mensagem aberta “Emmet, nós nos perdemos, e você jurou cuidar de mim, nunca me deixar, você segue um caminho que antes ja foi tracejado, um destino o qual não tenho o direito de te impedir, seja feliz, eu te amo meu melhor amigo, meu be.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário