16 de set de 2010

X

Com os olhos marejados de lagrimas, ele se sentou em frente a ela, os poucos segundos em que ele demorou pra tomar essa decisão na realidade foram como uma eternidade.

-Porque X? Não sou bom o suficiente pra você?

O coração da garota que já estava todo remendado perdeu o efeito dormente e se partiu mais uma vez. Como ele não podia entender ela? Fora ela quem ficou noites em claro esperando uma ligação, ela que tomou todas as decisões inclusive o primeiro “Eu sou apaixonada por você” saiu de seus lábios com sua voz trêmula e vergonhosa, agora ela estava sendo julgada por seguir em frente por alguém que não tinha esse direito.

-Muito tempo meu coração foi só seu, e veja hoje ele mal bombeia o meu sangue, por mais tempo do que eu deveria, insisti em algo sem uma palavra alegre. Agora eu posso sorrir, trocar os abraços a um travesseiro molhado por braços em que eu me encaixo com aconchego. Você agora é meu passado.

Ele agora dizia “Eu te amo muito, eu te amo de verdade, X eu te amo”, mas sua resposta foi apenas um eco vazio, agora ela iria sorrir e iria viver tudo o que perdeu por muitos meses. Duvidas se manteriam freqüentes sobre seu passado, respostas não aceitas e ela sabe, mas não á do que arrepender-se, foi bom enquanto durou mais pra tudo existe um fim.

Ela disse um adeus com firmeza, ele abaixou os olhos e pronunciou o mesmo, mas podia se sentir o corte profundo que isso fazia ali, agora ele experimentava o próprio veneno. Isso já durou tempo de mais, muitos finais elaborados e nenhum deles fora consumado. Não posso te afirmar que é algo eterno, mas te digo que agora a distância entre os dois está maior, ele está vendo que perdeu por seus próprios erros aquela que esteve ao seu lado, da forma mais fiel que pode.



Nenhum comentário:

Postar um comentário