24 de jun de 2011

Colapso inconsciente



As letras fogem de mim. Frases mal feitas não se completam, não criam sentido, embora seja tudo o que eu tenha pra gritar. Minha indecisão, minha loucura, meu desespero eu preciso gritar. Não sei escrever, não consigo ler, não consigo pensar, estou aqui pedindo socorro por você me deixar louca, então me diga. Toda essa incerteza me consome. A verdade é que meu orgulho foi deixado de lado, e não tomar as decisões tem me deixado apreensiva. Não ter certeza, não saber se algo poderá ter um começo me atordoa. Com uma mente vazia a não ser por você eu entro em colapso. Todas as vezes que o telefone toca, eu imploro pra que seu nome apareça, em vão. Sorrir e chorar são extremos duvidosos. Aqui eu fico, enquanto gritam em meu ouvido “Você sabe que acabou.” e meu coração tenta bloquear tudo isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário